Guia de sobrevivência para um brasuca no Verão de Londres e Paris

25/08/2017

Da última vez que estive nestas duas cidades (Julho/2017) pude perceber como o poder de compra do brasileiro caiu ainda mais nos últimos anos, diante do custo de vida das duas capitais. A começar pelo fato de que nossa moeda segue desvalorizada: 1 Euro valia R$3,80 e 1 Libra em torno de R$4,20. Assim, se você é de classe média no Brasil, e ganhou uma passagem à Europa como eu, prepare-se para se conformar com a condição de pobre remediado por lá.

O salário mínimo na Inglaterra pode ser calculado a partir da hora trabalhada, que custa em torno de 7,5 libras. Quem trabalha 40 horas/semana recebe 1.200 libras ao final do mês. Na França o mínimo vale 1.430 euros. Pela conversão é possível ter uma noção da defasagem entre o mínimo no Brasil, na Inglaterra e na Franca.

O problema é que o custo de vida nestas duas capitais tem pesos distintos. Gasta-se muito com aluguel e transporte, sobretudo em Londres, onde boa parte do sistema é privatizado. Daí porque o brasileiro duro não pode escapar dos cartões de integração Oyster (Londres) e Navigô (Paris), para aliviar o peso do custo do transporte nas duas cidades. Sem eles você vai gastar muito mais para se locomover.

Para a estadia você precisa pesar alguns aspectos: qualquer hotel razoável próximo do centro não sai por menos de R$180,00/dia. A hospedagem inclui café da manhã? Apesar da distância do centro da cidade o transporte é rápido e o tempo de viagem compensa? Desta vez apelei e o resultado foi bom: 1) Easyhotel, em Londres (East Croydon), ao lado da estação de trem urbano. De trem gastava 15 minutos até a Estação Victoria, bem no Centro; 2) Ibis Porte de Pantin, em Paris, próximo da estação Hoche (linha 5 do metrô). Custo baixo (cerca de R$ 1.200,00 em Londres e R$ 1.100,00 em Paris por semana) e quartos limpos, sem qualquer luxo, mas com higiene.

No quesito alimentação o problema é o mesmo. Em Londres e Paris a saída é apelar na hora do almoço para a rede de comida rápida Prêt-a-Manger (apesar do nome em francês trata-se de uma cadeia britânica), que você encontra em qualquer ponto das duas capitais. São saladas misturadas com uma proteína (frango, peixe). Acrescente um suco ou um refrigerante da própria casa. Se você não for um glutão, com sete libras ou euros dá para se satisfazer. Muita fome? Apele aos fast food orientais, como o Misso, em Londres: um balde de macarrão, que da para dois, por cinco libras. Em Paris ainda existe a opção da rede francesa Paul, com sanduíches e doces. Também é bom e barato.

À noite o melhor é gastar uns trocados (até quatro euros ou libras) adquirindo sucos e sanduíches nos mercados, que baixam os preços conforme a hora avança. Outra boa possibilidade é comprar pratos congelados e esquentá-los no Hotel (no Ibis havia forno de micro-ondas disponível). Aproveite e compre também no mercado os ingredientes para o seu café da manhã seguinte: queijo, presunto, pão, leite ou suco de caixa. Com cinco libras ou euros você começa o dia bem. De quebra você pode encontrar chocolates Lindt a preços módicos (1,50 a 2,00 euros ou libras). Se gosta de bons vinhos pode compra-los a preços baixos (3 a 6 euros) nas prateleiras dos mercados, em Paris.

Passeios? Há algumas linhas de ônibus urbanos em Londres e Paris que circulam pelas regiões mais interessantes do centro das duas cidades. São espaçosos e confortáveis. Com o passe semanal de transporte você pode rodar e ter uma ideia do que há de mais legal nas duas capitais. 

Ambas são cortadas por rios, que também merecem ser visitados. Em Paris você pode tomar o batobus, uma espécie de ônibus que circula pelo Sena a um custo de 13 euros. Ele para em pontos estratégicos e com o passe diário é possível descer e voltar a toma-lo no mesmo dia.

Em Londres vale a pena visitar os grandes museus: Britânico, História Natural e o das Ciências, todos com entrada franca. Leve um lanche porque é tanta coisa para ver que vai dar fome. Em Paris vá ao Louvre (17 euros) e ao Museu da História Medieval (8 euros), que é menos badalado, mas tem um acervo belíssimo. Mas não arrisque comprar lembranças nas lojinhas dos museus.

Em vez de roda gigante da Coca-Cola, por que não visitar a Tower Bridge em Londres? Você tem uma bela vista do Tâmisa, se diverte, conhece a Torre de Londres (ao lado) e paga muito menos: 11 libras por pessoa. Em Londres existe também a opção dos parques, já que a cidade oferece muitas áreas publicas de lazer.

Em Paris vale uma visita à Montmartre e à Catedral da região. Dali você tem uma bela vista da cidade, e de quebra pode conhecer os trabalhos dos pintores e artesãos que expõem na praça. Outra boa pedida e a Catedral de Notre Dame e arredores, sem precisar entrar e pagar. A visita à Torre Eiffel sai por 11 euros, mas se você tiver disposição pode subir a pé por 7 euros. E não deixe de ir ao Mercado das Pulgas, onde você encontra de tudo um pouco.

Compras? Se estiver dentro de seus planos e você não for muito exigente, dá para trazer algumas coisas legais. Em Londres e Paris não deixe de ir à Primark, loja de departamento de origem irlandesa. Como em todo o mundo os produtos são chineses, indianos e de todos os países onde a mão de obra é baratíssima. Já os preços são bem camaradas.

Na capital britânica visite as lojas da Sportdirect, que vendem material esportivo. Com 30 a 50 libras você pode arrematar um bom tênis, que custaria muito mais aqui. Em Paris é possível comprar sapatos por 16 euros e tênis em lojas de rua (comprei um por 30 euros), além de bolsas e malas de viagem mais em conta. Lá também você encontra a Tati (espécie de Lojas Americanas), com ofertas variadas e preços baixos.

Nesta época do ano (Verão) as liquidações estão por toda parte, inclusive nas lojas mais badaladas. Se garimpar você consegue alguns produtos por preços bem em conta.

Bem, acho que dei um panorama geral. Aproveite as dicas e vá na fé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: