Receita de bolo solado

29/09/2016

Ao assistir o noticiário da TV, vi que a linha editorial das Organizações Globo para defender o ajuste fiscal do governo Temer é atacar o que chama de aumento dos “gastos públicos” (de forma pejorativa mesmo), sob o argumento de que um estudo do Ipea conclui que os salários dos servidores estaduais e municipais subiram bem acima da inflação de 2004 a 2014.

Ora, na verdade os salários não aumentaram, foram reajustados. Por que? Porque havia perdas enormes acumuladas em anos anteriores, que foram parcialmente recuperadas pelas mobilizações dos servidores.

Agora os “especialistas” entrevistados pela Globo alegam que os salários aumentaram, mas a arrecadação caiu. A solução neoliberal parece simples: congelar os salários daqui em diante. Ou seja, em vez de recomendar o crescimento da arrecadação, porque alegam que não se tem mais como aumentar os impostos, propõem o congelamento dos salários.

Congelar salários é a pior forma de enfrentar o problema, porque vai significar uma queda ainda maior dos impostos, visto que a grande massa da arrecadação vem do consumo, justamente dos assalariados.

A alternativa a isso é óbvia: taxar as movimentações financeiras e as grandes fortunas, além da herança de grandes propriedades.

O que nem o Ipea e nem a mídia empresarial dizem é que os gastos dos governos com contratos para terceirização de pessoal e contratação de Organizações Sociais para gerenciar unidades dos governos estaduais e municipais não estão incluídos na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ou seja, a legislação incentiva o aumento de gastos com terceirização e empresas privadas,  mas é restritiva quando se trata da contratação de pessoal por concursos públicos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: