Lambuzados e enlameados

08/01/2016

Aqui em solo pátrio, apesar do recesso parlamentar, seguem as manobras de bastidores envolvendo governo e oposição conservadora. Dilma declara que podem revira-la de ponta a cabeça que não vão encontrar nada. E manda avisar aos que pensaram que ela daria uma “guinada à esquerda” que isso nunca existiu, reafirmando que a mulherada vai ter mesmo que trabalhar mais para se aposentar, a partir da nova reforma da Previdência proposta pelo governo.

Mais sujo que pau de galinheiro, Eduardo Cunha finalmente teve seu sigilo bancário e o de sua família quebrado. Novos indícios de movimentação de valores em contas fora do país apareceram com a busca e apreensão de documentos nas residências do presidente da Câmara. Já Michel Temer se equilibra na corda bamba entre duas alas, para não perder o controle do PMDB. Vêm aí novos capítulos da novela da luta interna do partido.

Agora os ministros da Casa Civil (Jaques Wagner) e das Comunicações (Edinho Silva) aparecem em mais conversas telefônicas, desta vez com o ex-presidente da empreiteira OAS. Edinho confirmou que em suas atividades parlamentares teria desenvolvido relações legais com o até então dono da empreiteira. Wagner soltou nota dizendo que está tranquilo e pronto a prestar quaisquer esclarecimentos.

O “caos na saúde” finalmente foi descoberto pela mídia empresarial, que antes só lembrava da situação precária dos hospitais em época de greve, para bombardear os servidores. A Prefeitura do Rio dá uma mãozinha para o Pezão, e decide administrar o Rocha Faria e o Albert Schweitzer. No entanto, nos hospitais da rede municipal só consegue pronto atendimento quem dá entrada ferido a faca ou a bala.

E por falar em bala o tiro continua comendo solto. As UPP seguem em processo acelerado de desmoralização, visto que os policiais não são treinados para se integrar às comunidades e continuam sob a orientação de largar o dedo contra qualquer “suspeito”, de preferência jovem, negro ou mulato. Volta e meia um policial também é ferido ou morto. Tudo pela pacificação das comunidades da cidade olímpica.

Enquanto isso, o aedes egipty – mosquito da dengue, xicungunha e da zika – não para de fazer vítimas e cresce o número de bebes nascidos com microcefalia (mais de três mil casos registrados) em todo o país. Uma estatística macabra, própria das nações mais atrasadas do Planeta.

A lama da Samarco chegou às praias de Linhares (ES) e atingiu o arquipélago de Abrolhos (litoral sul da Bahia), uma das mais ricas diversidades da fauna marinha brasileira, contida nos recifes da região. Agora a empresa foi notificada pelo Ibama para fazer exames da qualidade da água que chega ao mar. É mais ou menos como convidar o assassino a fazer a autópsia do cadáver. E ninguém vai preso…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: